PESQUISE NO SITE
Biografia
Nossa Causa
Notícias
Projetos
Comissões
Agenda
Eventos
Conquistas
Sala de Imprensa
Na Mídia
Fala, Ana Rita
Artigos
Antes X Depois
Com a Palavra...
Áudios
Links
Denuncie
Downloads
Contato

 
Notícias     Imprimir

Seminário debate Direito Animal com estudantes e professores da Ufba08/08/2013 16:36
Seminário debate Direito Animal com estudantes e professores da Ufba
Evento discutiu aspectos legislativos, sociais e jurídicos que cercam a figura do animal comunitário

Assessoria 79 comentários          

Durante o seminário “O animal comunitário - aspectos legislativos, sociais e jurídicos”, realizado nesta quarta-feira (7), estudantes e professores da Escola de Direito da Ufba debateram sobre Direito Animal com o promotor de Justiça da 2ª Promotoria do Meio Ambiente, Heron Santana, e a vereadora Ana Rita Tavares (PV).

Também palestraram Ingrid Teixeira, vice-presidente da ONG de proteção animal Associação Brasileira Terra Verde Viva; Wagner Ferreira, jornalista especialista em Jornalismo Científico e Tecnológico e Gabriela Nery, médica veterinária e doutoranda do Laboratório de Infectologia Veterinária da Ufba.

Segundo a vereadora Ana Rita, o objetivo foi explicar aos futuros advogados o que é a figura do animal comunitário – aqueles que mesmo não domiciliados se diferenciam dos errantes por receberem cuidados como abrigo, alimentação, vacinação e castração – e os aspectos legais que garantem a permanência deles onde estejam ambientados sem que ofereçam riscos às pessoas.

 

Wagner Ferreira, Heron Santana, Ana Rita Tavares, Ingrid Teixeira e Gabriela Nery (Archimimo Costa)


Silêncio e exploração

“A ideia de realizar esse seminário partiu de um pedido que recebemos da direção da Faculdade para retirar daqui um cão que estaria oferecendo ‘riscos’ aos estudantes e professores”, revela a vereadora. “Nosso objetivo é detalhar as leis que protegem esses animais e fazer com que as pessoas não os vejam apenas como vetores de doenças, mas como integrantes do mesmo meio ambiente”, completa.

Professor de Direito Ambiental e Direito Constitucional, e o primeiro a escrever e defender, no Brasil, uma tese de doutoramento sobre a temática com o título “Abolicionismo Animal”, o promotor Heron Santana discutiu o início da doutrina no mundo e no País e analisou as visões antropocêntrica e não antropocêntrica sobre os animais.

“No decorrer da história, sempre vimos o animal sendo usado como cobaia na ciência, como ‘bode expiatório’ nas religiões ou como diversão para a maioria das pessoas, mas sempre fingimos não ver isso de maneira crítica, assim como na época da escravidão, quando fingiam que ela não existia. O silêncio é cúmplice de todo processo de exploração”, apontou Heron Santana. Ele também citou os principais pensadores da história que defenderam ou combateram a visão não antropocêntrica e deu destaque à eleição de políticos que trabalham a temática nas casas legislativas.

O jornalista Wagner Ferreira abordou a maneira como a causa animal vem sendo incluída na pauta política, elegendo muitos parlamentares com votações expressivas, a exemplo do vereador Roberto Tripoli, no quinto mandato em São Paulo com mais de 130 mil votos. “Ainda assim, a problemática dos maus-tratos aos animais de rua e silvestres continua sendo alvo de um jogo de empurra nas instituições públicas”, criticou Ferreira.


 

Estudantes, professores, protetores e outros profissionais prestigiaram o evento
na Escola de Direito da Ufba (Archimimo Costa)


Justiça e dignidade

Vice-presidente da Associação Brasileira Terra Verde Viva, a também estudante de Direito, Ingrid Teixeira, chamou atenção para a realidade caótica dos animais de rua e destacou a necessidade de os profissionais de Direito se comprometerem com a causa. “As ONGs de proteção animal e os protetores independentes se esforçam além do que podem para suprir as demandas de uma cidade que não foi educada para respeitá-los”.

A ativista disse que passou a se dedicar à causa quando concluiu que o direito não deveria se resumir ao ser humano. “Por que podemos maltratar outros seres vivos, ainda nos achando coerentes com essas atrocidades? Jamais questionarei se não deveríamos estender a mão para uma criança ao invés de um animal, mas sim por que não estender a mão a um animal? Temos que respeitar tudo aquilo que é vivo, isso sim é justiça e dignidade”.

A médica veterinária Gabriela Nery chamou atenção para os cuidados que devem receber os animais comunitários, a exemplo do abrigo adequado, castração, vermifugação, vacinação e consultas veterinárias. “Apenas dar comida para os cães e gatos de rua não resolve o problema, porque isso só contribui para que eles se reproduzam em massa. Também não é solução levá-los para abrigos, pois, no dia seguinte, outro animal errante estará ali em seu lugar”.


 


Notícias Relacionadas

  • Marcha da Defesa Animal acontece neste domingo (18) no Porto da Barra

  • Dia dos Animais é comemorado com debate sobre livro na Câmara Municipal

  • Livro “Somos Todos Animais” reúne coletânia de artigos da ANDA

  • Vereadora quer Juizados de Fazenda Pública na Bahia

  • Amargosa vive final de semana de proteção aos animais

  • O Animal Comunitário, aspectos legislativos, sociais e jurídicos

  • Profissionais e ativistas debatem políticas públicas para animais em Salvador

  • Mutirão vacina gratuitamente 250 cães contra a Cinomose em Salvador, no dia 13/07


  • ComentáriosComentar Notícia
    Xydytxwh
    09/02/2016 11:47
    Then again, .
    Nfblohng
    08/02/2016 22:05
    Likewise .
    Hruofjqn
    05/02/2016 22:10
    In The Final Analysis .
    Gcppbcio
    04/02/2016 17:39
    In the past, .
    Pddeqkpt
    04/02/2016 17:16
    That aside, .
    Fxmjkvrs
    04/02/2016 16:54
    Whereas .
    Cuihdgax
    04/02/2016 16:31
    Assuredly .
    Nrwwkwpp
    04/02/2016 16:23
    As identified by .
    Gzxipcit
    04/02/2016 16:14
    On the contrary, .
    Fztxzddz
    04/02/2016 15:51
    Previously, .

    <<
      1  2  3  4  5  6  7  8  >>


      Últimas Notícias

    Projeto que proíbe veículos de tração animal é aprovado na Câmara de Vereadores

    Cão de grande porte ganha na justiça direito de permanecer com guardião em condomínio

    Papo Animal estreia com programação voltada para os Pets na Popular FM (100,7)

    Liberdade: estudantes denunciam professor por agressão a cão em escola

    Mais Notícias



    Mais Lidas

    Protetores de animais pedem serviço de atendimento móvel de urgência em Salvador

    Projeto de Ana Rita, Castramóvel já está pronto para funcionar

    Câmara de Salvador aprova projeto para a criação de hospital público veterinário

    Prefeitos de Salvador e Porto Alegre discutem implantação de Secretaria dos Animais


    Gabinete
    Edf. Sul América - 7º Andar
    Travessa D'Ajuda, 39 - Centro
    Salvador-BA - CEP:40020-030
    Telefone: 71 3320-0297
            

    Assessoria de Comunicação
    (71) 3320-0195