PESQUISE NO SITE
Biografia
Nossa Causa
Notícias
Projetos
Comissões
Agenda
Eventos
Conquistas
Sala de Imprensa
Na Mídia
Fala, Ana Rita
Artigos
Antes X Depois
Com a Palavra...
Áudios
Links
Denuncie
Downloads
Contato

 
Notícias     Imprimir

Campanha de combate à violência contra a mulher é lançada pela Câmara de Vereadores27/02/2017 14:51
Campanha de combate à violência contra a mulher é lançada pela Câmara de Vereadores
Integrante da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher, Ana Rita participou do lançamento

CMS 0 comentário          

Com o lançamento da campanha “Salvador: Carnaval da Alegria, da Música e do Respeito à Mulher”, a Câmara Municipal de Salvador iniciou a sua participação na maior festa de rua do planeta, neste domingo (26), às 12h. A Casa trouxe para as ruas a ação da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher que quer reforçar a conscientização e aumentar o número de denúncias dos casos de violência contra a mulher a fim de reduzir os casos. 

Para o presidente da Câmara Municipal, vereador Leo Prates (DEM), a iniciativa enaltece o trabalho que já vem sendo desenvolvido pela comissão. “A campanha se soma aos esforços da prefeitura e de demais órgãos para garantir o respeito às mulheres”, destacou Leo Prates.

A campanha tem como foco a conscientização dos foliões nos circuitos do Carnaval e inclui a distribuição de “abanos” que divulgam o Disque 180 (Central de Atendimento à Mulher) e informam os locais do Observatório da Discriminação Racial, LGBT e Violência contra Mulher. “É importante que toda a Câmara esteja sintonizada com a campanha. É uma ação de conscientização e fiscalização. Além da violência, precisamos estar atentos também à execução de músicas que depreciam a imagem das mulheres e que não podem ser executadas por trios e bandas pagos pelo governo e pela prefeitura, conforme lei de 2012”, convocou a presidente da Comissão da Mulher, Aladilce Souza (PCdoB).
“Para nós, que somos representantes do povo, eu vejo como uma obrigação trabalhar para que tudo dê certo durante a festa. Nesse momento em que todos estão festejando, nós devemos estar atentos e preocupados para que tudo ocorra bem. Essa campanha faz parte desse esforço”, destacou a vereadora Rogéria Santos (PRB), membro da Comissão da Mulher. 


Ana Rita, que integra a
Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher na Câmara, e Leo Prates (CMS)

Presente ao lançamento da campanha, a desembargadora Nágila Brito destacou que a Câmara sempre manteve uma importante parceria com a Coordenadoria de Combate à Violência Contra a Mulher. “Precisamos de ações como essa para fortalecer a rede de proteção à mulher. As estatísticas mostram um crescimento dos números da violência, mas eu acredito que, na verdade, o que aumentou foi o número de denúncias com o empoderamento que a mulher ganhou nos últimos anos”, falou a desembargadora. 

Rede de proteção - “Fiquei emocionada quando soube do lançamento dessa campanha em pleno Carnaval. Isso nos ajuda a reforçar também a Lei Antibaixaria”, disse a defensora pública Cristina Lemos, que estava representando o defensor público geral, Clériston Cavalcante.  A defensora destacou que, neste domingo (26), às 16h, todos os membros da Rede de Proteção à Mulher vão se reunir na Rua Pedro Lessa, no Canela, onde estão concentrados os atendimentos do órgão durante o Carnaval, para analisar os números e casos do Carnaval 2017. 
“O sistema de Justiça inteiro esteve presente no lançamento dessa campanha. Todos nos reunimos aqui hoje para reforçar a importância desta ação. Nós queremos esse engajamento da sociedade e da Câmara Municipal e esperamos o apoio no fortalecimento da legislação”, afirmou a coordenadora do Centro de Apoio Operacional de Defesa dos Direitos Humanos do Ministério Público, Márcia Teixeira.


Estatísticas - Em 2015, segundo dados do Observatório da Secretaria Municipal de Reparação, foram registradas 847 agressões contra mulheres durante o Carnaval e, em 2016, esse número subiu para 2.025. Deste total, 63% das vítimas foram negras. A violência física predominou com 1.114 casos (55%), seguida da verbal/gestual discriminatória com 911 registros (45%). O Circuito Dodô teve 455 ocorrências (22,4%) e o Osmar 1.570 (77,6%).
Do total dos agressores, 88% eram foliões. Sendo que, dos 1.777, 956 estavam em blocos de trio e 496 eram foliões “pipoca”. Entre os agressores, 8%, o que corresponde a 155 pessoas, eram trabalhadores informais. Entre eles, 95 eram cordeiros de blocos e 44 ambulantes. Houve, ainda, registros incluindo policiais militares e agentes da Guarda Municipal, o que totalizou 4% dos casos.
Já o Ligue 180 teve um aumento de 174% de denúncias atendidas pelo serviço em relação a 2015. No ano passado, foram 3.174 relatos no país. A Bahia ficou em 4º lugar do ranking nacional com 223 ocorrências registradas em todo o estado.


Notícias Relacionadas

  • Vereadora discute letras ofensivas às mulheres em músicas do Carnaval 2018

  • Dia da Mulher é celebrado na Câmara Municipal de Salvador

  • Homenagem para as mulheres de destaque na política baiana

  • Comissão da Mulher busca efetivação da Lei Antibaixaria no carnaval de Salvador

  • Bloco da Causa Animal faz desfile inédito no Carnaval de Salvador

  • Mudança pelos animais

  • Ana Rita Tavares comemora quarto ano sem animais na Mudança do Garcia

  • Ana Rita Tavares fala à Rádio Cruzeiro 590 AM sobre Carnaval e meio ambiente


  • ComentáriosComentar Notícia

    Ainda não existem comentários para esta notícia.
    Seja o primeiro a comentar!


      Últimas Notícias

    Agressor de animais em Cajazeiras XI é detido em flagrante delito pela polícia

    Homem que acorrentava cães em Cajazeiras XI será processado

    Vereadora discute letras ofensivas às mulheres em músicas do Carnaval 2018

    Bloco da Causa Animal faz desfile inédito no Carnaval de Salvador

    Mais Notícias



    Mais Lidas

    Protetores de animais pedem serviço de atendimento móvel de urgência em Salvador

    Projeto de Ana Rita, Castramóvel já está pronto para funcionar

    Câmara de Salvador aprova projeto para a criação de hospital público veterinário

    Prefeitos de Salvador e Porto Alegre discutem implantação de Secretaria dos Animais


    Gabinete
    Edf. Sul América - 7º Andar
    Travessa D'Ajuda, 39 - Centro
    Salvador-BA - CEP:40020-030
    Telefone: 71 3320-0297
            

    Assessoria de Comunicação
    (71) 3320-0195